Crítica – Vingadores: Era de Ultron

Avante, Geeks!

hb

Ação/Aventura/Ficção Científica, 2015. Direção e Roteiro: Joss Whedon. Elenco: Robert Downey Jr., Chris Evans, Mark Ruffalo, Chris Hemsworth, Samuel L. Jackson, Scarlett Johansson, Jeremy Renner, Aaron Taylor-Johnson, Elizabeth Olsen, Cobie Smulders, Don Cheadle, James Spader e Paul Bettany.

Sim, senhores, hoje trago para vocês a crítica de Vingadores: Era de Ultron! Particularmente eu não sou um grande fã deste grupo de heróis, mas é preciso admitir que estava extremamente ansioso por esse filme, uma vez que vários personagens brilhantes seriam introduzidos ao universo cinematográfico da Marvel. Além disso, é fato que Era de Ultron é uma das sagas mais populares dos quadrinhos e isso por si só já é um grande atrativo.

Eis que, na noite de ontem, tive a oportunidade de assistir o filme em sua pré-estreia no cinema local e caso você houvesse falado comigo no momento em que deixei a sala, muito provavelmente eu não seria capaz de dizer muito sobre o que assisti, tamanha a forma como fui impactado. Hoje, entretanto, posso afirmar com veemência que o filme é fenomenal e provavelmente é uma das melhores – se não a – adaptações cinematográficas de HQs.

2

O primeiro motivo é o roteiro fenomenal produzido por Joss Whedon. A história é coerente e reúne elementos dos filmes individuais de todos os personagens, assim como do filme anterior do grupo de superpoderosos. É facilmente perceptível que a história é mais densa, carregada, que todas as apresentadas até então e, ainda que em meio a tensão perante um inimigo incrivelmente poderoso, há espaço para cenas de aprofundamento de TODOS os vingadores, principalmente do Gavião Arqueiro, e até comédia. Este filme certamente possui uma abordagem mais madura.

A introdução dos personagens é bastante “sutil” e bem fundamentada, dessa forma facilmente entendemos a história, personalidade e motivações dos gêmeos Maximoff, do vilão Ultron e de um quarto elemento – sem spoilers. Não obstante, ao longo do filme existem algumas referências ao que está por vir na franquia, a exemplo da aparição do país Wakanda em determinado momento da história.

3

No que diz respeito a atuação, tanto os antigos quanto os novos heróis são competentemente interpretados, assim somos facilmente convencidos, indo do riso ao choro em questão de segundos. Para ser franco, todos os atores estão incrivelmente confortáveis em seus papéis, mas foram Scarlett Johansson, Mark Ruffalo e Elizabeth Olsen que realmente se destacaram. Johansson e Ruffalo possuem química e o romance entre seus personagens flui muito bem. Enquanto isso, Olsen convenceu como Wanda, a garota soturna e incrivelmente poderosa, mas também frágil, com uma forte devoção ao seu irmão e um notável senso de justiça – por sinal, algumas das cenas mais memoráveis do longa metragem são protagonizadas pela Feiticeira Escarlate.

Classificado como filme de ação, Vingadores: Era de Ultron é louvável! As cenas de combate são incríveis e, obviamente, contamos com uma dezena de socos, tiros, escudos sendo jogados, trovões, explosões, lasers e até uma verdadeira luta de titãs. A produção não deixa a desejar em efeitos especiais e facilmente impressiona. É realmente incrível como dosaram bem os momentos para ação, ainda que eles componham a maior parte do filme, sem deixar de lado espaço para o drama e o romance.

6

Logo, acho válido dizer que Vingadores: Era de Ultron seja uma produção incrivelmente superior a sua antecessora. Com este filme percebemos que a Marvel tem um universo cinematográfico extremamente rico, poderoso e bem construído, dotado de potencial para surpreender ainda mais os fãs de sua franquia. Agora, só nos resta esperar ansiosamente por Guerra Civil.

5invaders

Avaliação: 5 Invaders – Excelente

Anúncios

Sobre Lucas Campos

21 anos. Estudante de Jornalismo. Leitor compulsivo.
Esse post foi publicado em Filmando em Séries e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Crítica – Vingadores: Era de Ultron

  1. galdinoamanda disse:

    Lendo sua crítica, volto a sentir tudo o que senti ontem quando vi o filme. Você sabe o quanto gritei, chorei, aplaudi -merecia de pé- cada momento épico (que foram muitos) do filme. A sensibilidade é algo que me chamou muito a atenção, em alguns momentos esqueci que estava assistindo um filme de ‘ação’ devido à dramaticidade das cenas. Gostei muito de como criaram a história dos gêmeos para dar a eles um motivo de estar contra os Vingadores, já que por questão de direitos cinematográficos eles não poderiam ser apresentados como filhos de Magneto.
    Saí do cinema estarrecida e já quero voltar pra sentir tudo de novo! Você tentou ser imparcial, mas eu não preciso disso, então afirmo que Vingadores: A Era de Ultron é sim a melhor adaptação de HQ cinematográfica <3

    Curtido por 1 pessoa

  2. Erika Klimke disse:

    Vou ver no final de semana e já estou ansiosa lendo tantas criticas boas :)

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s